Cuidados ao se pescar o Black Bass.

O Black Bass é um dos peixes mais procurados aqui da Fazenda Kiri e voltado totalmente a pescaria esportiva, ou seja, pesque e solte. De origem americana, o Bass é famoso por ser uma espécie voraz e que exige técnica para ser capturada, é o peixe mais procurado para esse tipo de modalidade.

Aqui na Fazenda Kiri temos uma grande quantidade em nossos tanque, o que nos torna um dos maiores criadores e mantenedores dessa espécie no estado de São Paulo. É uma espécie que exige um trabalho muito grande para que cresçam, engordem e se reproduzam, devido a falta da quantidade necessária de alimentos aqui no Brasil especialmente para o Black Bass.

O motivo dessa postagem é para que todos estejam informados e que esses tipos de erros não sejam repetidos, assim as chances do peixe sobreviver após a captura chegam praticamente a 100%. Por isso pedimos que todos leiam com atenção as instruções abaixo, pois elas serão tomadas a risca na prática da pescaria do Black Bass em nossos lagos:

1- Seja rápido para devolver o peixe na água:

O Black Bass é um peixe sensível e não pode ficar fora da água por muito tempo. Sabemos que os pescadores gostam de medir o seu tamanho, pesa-lo e tirar fotos, mas isso pode ser letal para o peixe, pois o Bass fica sem oxigênio. Devido a isso, a melhor forma é deixar a régua de medição preparada e ser rápido na hora de tirar fotos, não ficar passando o peixe na mão de outros pescadores e tirando fotos de diversos ângulos. Caso o tempo fora da água seja maior que dois minutos, ele pode vir a morrer nas próximas horas.

2- Não carregar o peixe fisgado:

Um dos maiores erros dos pescadores é carregar o peixe fisgado, ou seja, tirar da água, não retirar a isca e transporta-lo com o anzol na boca, pendurado. Devido a isso, os riscos do peixe ficar extremamente machucado são enormes, pois essa parte do corpo é fraca e não foi feita para aguentar todo o seu peso.

3- Pescar apenas com iscas artificiais:

O Black Bass é uma espécie que não morde a sua presa, ele suga inteiramente para dentro de sua boca, devido a isso que a abertura da mesma é muito maior quando comparado a qualquer outra espécie. Portanto caso você esteja usando alguma isca a base e carne em um anzol comum, o risco de ele engolir é enorme e isso pode acarretar na morte do Bass, pois ele acaba indo diretamente para a sua garganta.

4- Soltar o peixe no mesmo local onde foi pego:

Já citamos essa prática por aqui, devido a reprodução do Black Bass nos meses de agosto e setembro, é necessário que o Bass seja solto exatamente no mesmo local onde foi capturado, caso contrário a fêmea ou o macho perdem o seu ninho e a reprodução é interrompida. Clique aqui e confira a explicação na íntegra.

5- Utilizar os anzóis das iscas artificiais sem fisga:

Essa é uma prática muito importante, retirar todas as fisgas dos anzóis de suas iscas artificiais, para que na hora de tirar o anzol do peixe, sua boca não seja rasgada, ou caso por acidente, tenha entrado em alguma parte mais sensível do Bass, ele seja retirado facilmente.

Seguindo essas dicas durante a pescaria do Black Bass, o risco de morte cai para próximo de zero e os exemplares capturados, sobreviverão sem problema algum.

Destaques

Posts Recentes

Arquivos

Tags

Siga a gente

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon

Estrada Municipal da Fazendinha, km 7. Piedade - SP. Tel (15) 3244-3945 / WhatsApp: (15) 99750-8273

  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Facebook Ícone